Blog
Tendência

Corpo de idoso desaparecido em Ouro Preto do Oeste é localizado próximo ao encontro dos rios Jaru e Machado

Ele estava desaparecido desde o dia 1° de abril, data em que foi visto pela última vez próximo à ponte do Rio Machado em Ji-Paraná.

Chega ao fim o desfecho triste e trágico do sumiço do idoso Belmiro Pereira dos Santos, de 83 anos, que estava desaparecido desde o dia 1° de abril em Ouro Preto do Oeste, sua cidade de residência. Ele havia sido visto pela última vez no mesmo dia, na BR-364, seguindo em direção à ponte do Rio Machado, no primeiro distrito da cidade de Ji-Paraná, e desde então nunca mais foi visto.

Em razão das imagens onde Belmiro teria sido visto caminhando em direção à ponte, levantou-se a hipótese de que ele poderia ter se jogado nas águas do Rio Machado. Diante dessa situação, o Corpo de Bombeiros realizou buscas que, por não terem logrado êxito em localizá-lo, acabaram sendo encerradas no final da tarde da última quinta-feira, 04/04.

Após dias de angústia e muita apreensão por parte da família e amigos, na tarde deste sábado, 06/04, equipes do Corpo de Bombeiros de Jaru e Ji-Paraná foram acionadas para resgatar um corpo localizado próximo ao encontro dos rios Jaru e Machado. Ao chegarem ao local, o corpo já havia sido resgatado próximo à base da Reserva Biológica do Jaru (ICMBio) pelos próprios funcionários do órgão ambiental, sendo deixado às margens do rio para ser removido.

As Polícias Militar e Técnico-Científica também foram acionadas e compareceram ao local para os trabalhos de praxe. Uma filha do idoso foi comunicada da localização do corpo, confirmando ser o seu pai, que havia sido dado como desaparecido em Ouro Preto do Oeste e visto pela última vez em Ji-Paraná, próximo à ponte do Rio Machado, a cerca de 100 km de onde o corpo foi localizado.

Após os trabalhos periciais, o corpo foi liberado e transladado para a funerária Vida Nova em Ouro Preto do Oeste. Devido ao estado do corpo, a família optou por não realizar velório, e o enterro será imediato, sem cerimônia fúnebre.

Toda a equipe do Centro de Convivência dos Idosos de Ouro Preto do Oeste, local onde Belmiro frequentava e era querido por todos seus colegas, lamenta profundamente o trágico desfecho dessa situação e se solidariza com a família neste momento de dor e saudade. Que o amor e as lembranças dos momentos vividos possam confortar os corações enlutados.

* Com informações do site A Notícia Mais

Belmiro Pereira dos Santos estava desaparecido desde o dia 1° de abril, data em que foi visto pela última vez próximo à ponte do Rio Machado em Ji-Paraná.

Autor: Gazeta Central 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo