Geral
Tendência

Caravana da Monilíase: Protegendo as Lavouras em Ouro Preto do Oeste

Evento educativo promovido pela IDARON reúne profissionais para prevenir a disseminação de doenças nas plantações.

A Estância Turística de Ouro Preto do Oeste recebeu um evento de suma importância para a agricultura local: a Caravana da Monilíase, promovida pela Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (IDARON). Realizado na Câmara de Vereadores do município, o evento aconteceu nesta quarta-feira (24), e reuniu uma variedade de profissionais dedicados à proteção das lavouras de cacau.

O objetivo principal da Caravana da Monilíase foi fornecer informações essenciais sobre a Monilíase do Cacau e Cupuaçu, uma doença causada por um fungo que pode causar perdas econômicas de até 90% nas plantações. Ainda não presente em Rondônia, a Monilíase representa uma séria ameaça à produção agrícola do estado, sendo já identificada em outras regiões do Brasil.

Durante todo o dia, técnicos, agrônomos, logistas e outros profissionais ligados ao setor agrícola participaram de atividades educativas e capacitações na Câmara de Vereadores de Ouro Preto do Oeste. Esses profissionais serão multiplicadores das informações adquiridas, atuando diretamente com comunidades rurais, indígenas, escolares e produtores para disseminar boas práticas e prevenir a introdução da doença em Rondônia.

Maria Fernanda, fiscal da IDARON e representante da unidade de Ji-Paraná, enfatizou a importância do trabalho conjunto e da vigilância ativa para proteger as lavouras rondonienses. Ela destacou os esforços do órgão em intensificar os monitoramentos nas plantações de cacau e cupuaçu, garantindo que a doença permaneça ausente no estado.

O evento contou com a participação de diversos órgãos parceiros e entidades envolvidas na execução do programa, demonstrando um forte engajamento e colaboração entre os setores público e privado. Essa união de esforços é fundamental para fortalecer as ações de prevenção e garantir a saúde e a sanidade das lavouras de Rondônia.

A Caravana da Monilíase não apenas alertou sobre os riscos representados pela doença, mas também evidenciou a determinação e o comprometimento das autoridades e profissionais envolvidos em proteger a agricultura local. Com medidas proativas e uma rede de colaboração sólida, Rondônia está preparada para enfrentar os desafios que possam surgir e preservar seu patrimônio agrícola.

Ao encerrar o evento, Maria Fernanda expressou sua gratidão a todos os participantes e parceiros, ressaltando a importância do trabalho conjunto para garantir o sucesso das iniciativas de proteção às lavouras rondonienses.

fonte: ouropretodooeste.com

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo