Sessão da câmara municipal com palestrar sobre as doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti

0

sessão_da_camara_palestra_carlos_amante A Sessão da Câmara dos Vereadores de Ouro Preto do Oeste nesta segunda-feira (11) foi atípica, normalmente ao final das sessões o palestrante tem a palavra, desta vez, a pedido do vereador Serginho Castilho (PRP), foi estipulado um prazo durante a sessão, para que o jornalista e coordenador da Funasa Carlos Amante, expusesse sua palestra sobre as doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti.

Preocupado com o surto das doenças transmitidas pelo mosquito por todo o Brasil, o vereador Serginho Castilho convidou Carlos Amante, coordenador da Funasa e jornalista, para palestrar sobre as prevenções e os perigos que o aedes oferece. Em questão a palestra dentro da sessão, foi apenas para que não houvesse evasão de alguns vereadores durante o pronunciamento do convidado.

Carlinhos (como é chamado pelos amigos) mostrou ser realmente um “expert” no assunto, para quem achava que este mosquito é coisa nova, ele mostrou que não, este mosquito é um velho conhecido do mundo, foi descrito por: Johann Wilhelm, em 1808, pertence o gênero Aedes, oriundo de regiões tropicais e subtropicais, presente em mais de 100 países nas zonas urbanas e periurbanas.

Transmite atualmente, Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, e até Febre Amarela, a dengue é uma das mais perigosas com quatro sorotipos diferentes, (tipo 1, 2 3, 4), aproximadamente de 2.5 a 3 milhões de pessoas adoecem com essas doenças.
Dengue: Os principais sintomas são – dores de cabeça, dores no globo ocular, febre e dor no corpo. Principalmente dor nos osso, era conhecida como, “doença do quebra osso”. O caso mais grave pode provocar hemorragias e até óbitos. Porem, o que predomina e diferencia, são as dores musculares.

Chikungunya: Predomina as dores nas articulações, juntas dos dedos, joelhos, ainda afeta o fígado por inchaço, ínguas e erupções na pele.

Zika Vírus: Se caracteriza por conjuntivite, febre mais branda, das três é a que menos preocupa. Cerca de 80% das pessoas contrai Zika, não apresenta nenhum sintoma. Entretanto, a maior preocupação maior é com as gravidas e a Microcefalia nos bebês, e a Síndrome de Gulhain barre, com fraqueza muscular e pode levar a morte.

Carlos ainda falou de vários outros mosquitos que também transmitem sérias doenças, como a febre amarela,
malária, elefantíase, leishmaniose e outros, falou ainda da forma mais eficaz de combater o mosquito transmissor, que é não o deixando nascer.

Ainda conforme Carlos, o combate ao criadouro tem que ser continuo, evitando águas paradas: “Se o mosquito pode matar, ele não pode nascer, vamos mostrar que somos capazes de combater, além de que, todos os órgãos tratadores, devem se falar a mesma língua, para que não hajam conflitos” finalizou.

Carlos ainda respondeu várias perguntas da plateia e dos vereadores, que também o parabenizaram pela forma que conduziu a palestra, de forma simples se fazendo entender, todos prometeram ajudar nas campanhas de combate deste terrível pernilongo, como é chamado por muitos.

Foto: Wellignton Gomes
Foto: Wellington Gomes

Fonte: esporteenoticia.com

comente

COMPARTILHAR