RO já registra 42 casos de vírus da zika em grávidas, diz Agevisa

0
Diagnósticos foram confirmados pelo Lacen (Foto: Hosana Morais/G1)
Diagnósticos foram confirmados pelo Lacen
(Foto: Hosana Morais/G1)

Rondônia já registra 42 casos do vírus da zika confirmados em grávidas desde janeiro até 29 de abril, segundo a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Saúde). A doença é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypt, vetor da dengue, chikungunya e malária. Os dados de maio ainda não foram atualizados. Segundo boletim epidemiológico da Agevisa, já foram confirmados 65 casos de zika em todo o estado.

O diagnóstico foi confirmado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). As mulheres são moradoras dos municípios de Porto Velho(13 casos); Vilhena (13 casos); Cerejeiras (4 casos); Ji-Paraná (2 casos); Candeias do Jamari (1); Urupá (1 caso); Santa Luzia (1 caso);Pimenta Bueno (1 caso); Rolim de Moura (3 casos); Alta Floresta do Oeste (1 caso);Ariquemes (1 caso) e Guajará-Mirim (1 caso).

De acordo com a Agevisa, os casos de zika em grávidas são acompanhados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) e Prefeituras municipais, responsáveis por fornecer atendimento de saúde básica a gestantes, inclusive o pré-natal.

Os bebês dessas gestantes também serão acompanhados por até dois anos, após o nascimento, explica a enfermeira e integrante do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), Givanilde Alves Nogueira.

O acompanhamento é necessário para constatar se houve alteração no desenvolvimento neurológico. Apesar dos 42 casos confirmados em grávidas, não há casos confirmados de microcefalia em bebês por causa do vírus da zika no Estado.

G1/RO

comente

COMPARTILHAR