Representantes do MP, Aciop e Conseg conhecem vídeo monitoramento de Cacoal

0

Uma comissão formada pela promotora de Justiça, Alba da Silva Lima, Valdir Teixeira e José Luiz Valdir Chaves, respectivamente presidente e vice do Conselho Comunitário de Segurança Pública, empresária e advogada Paula Cláudia Vasconcelos, representando a Associação Comercial e Industrial de Ouro Preto – Aciop e o comandante do destacamento local da Polícia Militar capitão – PM Bruno da Costa, realizaram visita técnica ao município de Cacoal para conhecer o processo de implantação do sistema de vídeo monitoramento que já se encontra em pleno funcionamento. O objetivo foi para que a comissão tivesse o conhecimento teórico e prático nivelados.

De acordo com o presidente do Conseg, empresário Valdir Teixeira, a visita técnica é imprescindível neste momento inicial que se estrutura a implantação do sistema de vídeo monitoramento em Ouro Preto do Oeste. “A realização dessas visitas é importante, uma vez que temos a oportunidade de democratizar os conhecimentos teóricos e práticos, no que se refere à implantação do sistema de vídeo monitoramento em nosso município”, disse.

Na visita a Cacoal, os representantes de Ouro Preto do Oeste foram recebidos pelo comandante do 4º BPM, tenente – coronel – PM Paulo Sityá, que explicou o projeto do sistema de vídeo monitoramento no município. Segundo o TC as câmaras no total de 26 são de alta tecnologia e foram implantadas em locais que apresentam altos índices de roubos e acidentes. O projeto foi implantado com a ajuda financeira de empresários, comerciantes e poder judiciário e é operado por policiais militares que foram qualificados para desempenhar tal missão. As imagens colhidas pelos equipamentos são transmitidas para os policiais por quatro grandes monitores durante 24 horas.

As câmeras são modernas, fazem giros de 360 graus e captam imagens com zoom nítido de até 2.600 metros, podendo ver perfeitamente até mesmo placas de veículos. Já foram investidos no projeto de vídeo monitoramento o valor de R$ 450 mil.

“Nosso objetivo principal com o vídeo monitoramento é prevenir os crimes e trazer segurança para a sociedade. Acreditamos que a prevenção é a melhor saída. Quero deixar claro que esse projeto não é voltado para as infrações de trânsito e sim para a prevenção de crimes. Então, a polícia não irá multar utilizando as imagens das câmeras”, afirma o comandante TC Paulo Sityá.
A empresária Paula Vasconcelos, comentou em tom de otimismo que o vídeo monitoramento em Ouro Preto do Oeste, será implantando e para tanto todos os seguimentos da sociedade civil organizada estão mobilizados para o projeto ser viabilizado. “O vídeo monitoramento é mais uma ferramenta no combate a criminalidade e certamente esta luta é todos ouro – pretenses”, pontuou a empresária que faz parte da diretoria da Aciop e do Conseg.

Vídeo monitoramento4

comente

COMPARTILHAR