Polícia investiga se criança especial que teve fêmur quebrado foi agredida

0
Criança foi transferida para Ji-Paraná e passou por procedimentos médicos (Foto: Edmilson Rodrigues/Correio Central/Reprodução)
Criança foi transferida para Ji-Paraná e passou por procedimentos médicos (Foto: Edmilson Rodrigues/Correio Central/Reprodução)
Criança foi transferida para Ji-Paraná e passou
por procedimentos médicos (Foto: Edmilson
Rodrigues/Correio Central/Reprodução)

Uma criança de três anos, portadora de necessidades especiais, foi internada com o fêmur quebrado, hematomas e lesões pelo corpo no Hospital Municipal de Ouro Preto do Oeste(RO), a cerca de 340 quilômetros de Porto Velho, no último domingo (10). A Polícia Civil do município investiga o caso para descobrir se a criança foi vítima de agressão praticada pelo próprio pai. A mãe afirma que a menina caiu do colo do pai, por isso estava machucada.

Ao chegar ao hospital, a menina estava ferida gravemente e precisou ser encaminhada ao Hospital Regional de Ji-Paraná. Segundo o boletim de ocorrência, a enfermeira que atendeu a criança chamou o Conselho Tutelar para acompanhar a menor na transferência, pois a mãe estava alcoolizada e não tinha condições de ir até Ji-Paraná.

O avô da menina procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência. Ele afirma no registro que a mãe da criança sofre agressões do esposo e supôs que a menina também pode ter sido agredida. Segundo o boletim, a mãe confirmou que já foi agredida pelo marido durante uma discussão depois de ingerir bebida alcoólica.

Procurada pelo G1, a mãe nega a agressão. “Ela estava no colo do pai e se jogou para trás. Ele não conseguiu segurá-la e ela acabou caindo no chão. Não houve agressão”, disse.

De acordo com o delegado da Polícia Civil, Roberto dos Santos, o caso está sendo investigado.  Ele afirma que, segundo relato, os pais da criança ingerem bebida alcoólica constantemente. Um exame foi solicitado ao médico legista para constatar se houve agressão por alguma ação dolosa. O resultado deve sair ainda nesta semana.

Criança deu entrada no hospital, em Ouro Preto do Oeste, com o fêmur fraturado (Foto: Diogo Souza Oliveira/Arquivo Pessoal)
Criança deu entrada no hospital, em Ouro Preto do
Oeste, com o fêmur fraturado (Foto: Diogo Souza
Oliveira/Arquivo Pessoal)

O inquérito do caso foi instaurado e a polícia está no aguardo do laudo. “Este laudo complementar vai mostrar se a lesão pode ou não ter sido causada por uma queda normal ou por um impacto causado por uma ação dolosa”, explica. Caso seja confirmada a ação dolosa, a polícia pedirá a prisão do pai.

A criança é portadora de uma deficiência motora nos membros inferiores, não anda e depende totalmente dos pais para se locomover.

Ao G1, o hospital informou que a menina precisou passar por um procedimento médico de redução da fratura nesta terça-feira (12) e continua internada. “Vamos tentar fazer uma redução da fratura e alinhar para colcoar o gesso. Caso não dê certo, talvez uma cirurgia seja necessária”, disse o enfermeiro Diogo Oliveira do Hospital Regional de Ji-Paraná.

Os avós foram procurados para falar do caso, mas até o fechamento desta matéria não foram localizados.

Fonte: G1/RO

comente

COMPARTILHAR