Enquete

Como você avalia a virada de ano na Praça da Liberdade?

Excelente
Bom
Ruim
Péssimo


Classificados
Classificados

Notícias
Notícia publicada em 13/09/12
 
Polícias Civil e Militar prendem acusados de latrocínio
A Polícia Civil juntamente com a Polícia Militar de Cacoal realizaram um trabalho que resultou na prisão de Adão A.S. e Pedro M.S., acusados de terem assassinado a pauladas o motorista José Celestino e em seguida se apropriado do caminhão da vítima.
 
Ampliar
A Polícia Civil juntamente com a Polícia Militar de Cacoal realizaram um trabalho que resultou na prisão de Adão A.S. e Pedro M.S., acusados de terem assassinado a pauladas o motorista José Celestino e em seguida se apropriado do caminhão da vítima.


A família de José noticiou seu desaparecimento registrando ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, em Cacoal.


O caminhão foi encontrado em Candeias do Jamary com um motorista, que informou aos policiais ter adquirido o mesmo com a pessoa de Adão, o qual mora em Cacoal.


Com as investigações, apurou-se que Adão trabalhava para José Celestino e sempre viajavam a Porto Velho para vender melancias.


Os policiais localizaram Adão e perguntaram pela vítima, mas ele entrou em contradições e acabou por confessar o homicídio, que ocorreu na primeira semana de agosto de 2012, disse ainda que o crime ocorreu durante uma das viagens a esta capital. Adão informou que Pedro, também participou do delito, e que o fato ocorreu logo após Itapuã do Oeste.


Após o homicídio eles retornaram a Cacoal, mas pararam em Ji-Paraná e deixaram o caminhão aos cuidados de um rapaz conhecido por Dedé. Uma semana depois, Adão retornou a Ji-Paraná para pegar o caminhão, pois havia negociado o mesmo com uma pessoa de Porto Velho.


Ele negociou o caminhão, trocando o mesmo por um veículo Siena, vermelho e acordando com o comprador mais 40 parcelas mensais de R$ 1.200,00 (Hum mil e duzentos reais).


O corpo da vítima havia sido encontrado dia 27 de agosto, às margens da BR 364, e encontrava-se no IML de Porto Velho.

Os acusados foram presos e ouvidos em Cacoal, depois foram encaminhados à Delegacia de Candeias do Jamary na noite do dia 10 de setembro de 2012. Agora estão à disposição da Justiça.
 


Fonte: ASCOM/PCRO
Autor: Foto: DP/CACOAL
Comentários Facebook
 
Comentários
 

Nenhum comentário nesta notícia!

Nome:
E-mail:
Cidade/Estado:
Comentário:
  Máx: 500 caracteres | Digitados:0
 


Classificados

Parceiros


Desenvolvimento de Websites