Dia da mulher – Por professor Polini

0

Os que seríamos sem elas… Esta publicação é para celebrar a grande MULHER que há em você nobre leitora! A mãe, a filha, a esposa, a amiga, a profissional, a mulher forte… a mulher de força… Porque em um só dia não cabem todos os elogios que vocês merecem, nossas dádivas que diariamente nos presenteiam com beleza, simpatia e carisma.

No dia 8 de março de 1857, quando, em Nova York, um grupo de aproximadamente 130 trabalhadoras, muitas delas mães, foram brutalmente assassinadas, queimadas vivas, presas na fábrica onde trabalhavam por reivindicarem melhores condições de trabalho e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho (razão pela qual o dia 08 de março foi escolhido para ser o Dia Internacional da Mulher).

Muitas foram às conquistas e vitórias alcançadas. Entretanto, vemos diariamente, pelos meios de comunicações, mulheres sendo desrespeitadas, maltratadas e mortas, vítimas da violência doméstica, de regimes políticos e religiosos que permitem até torturas, mutilações e morte em nome de uma “honra” equivocada ou de quaisquer leis ou costumes adotados por suas culturas. Absurdos que nos fazem parar e pensar: para onde estamos caminhando? Quantas ainda vão morrer para enxergarmos nossos desvios?

Devemos reconhecer o real valor da mulher e da mulher-mãe não significa que estamos nos desvalorizando, pelo contrário! Fomos feitos para servi-las e isto não é vergonhoso. É motivo de honra! Todas as mulheres, além de possíveis geradoras, são cuidadoras da vida. Além de encantar e inspirar, nos fazem amadurecer até encontrarmos aquela que permanecerá conosco em nossa vida, nos revelando através dos filhos, o maior de todos os mistérios, o significado do amor incondicional que nos ilumina e nos glorifica diante do verdadeiro milagre da vida.

O homem que se achar superior ou que está à frente de qualquer mulher, em qualquer ambiente, deve ser desprovido do carinho de mãe e, provavelmente, nunca conseguirá construir um relacionamento com base na igualdade. Terá dificuldades na educação de seus filhos e, talvez, jamais conheça o que é um relacionamento pleno.

Finalizo citando que dia 08 de março não representa toda a história de luta, toda beleza e toda a poesia que é ser mulher. TODO DIA É O SEU DIA… Parabéns.

 

Por: Prof. Polini

comente

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.