Atletas e educadores conduzem tocha da Rio 2016 pelas ruas de Porto Velho

0
Iluminados, ainda pela luz da tv, eles puderam acompanhar últimos detalhes sobre o simbolismo da cerimônia da tocha (Foto: Emanuele Madeira)

Ansiosos, os 13 portovelhenses condutores da tocha olímpica chegaram cedo na sede da Fundação Cultural para um café da manhã. Recebendo as últimas informações sobre os detalhes técnicos da passagem da chama olímpica, no próximo dia 22 de junho, se sobressaiam os sorrisos daqueles que talvez nunca tenham chegado próximo ao reconhecimento dos seus trabalhos. Patrimônios do esporte ou da história da cidade, eles foram escolhidos com a missão de representar o orgulho de suas trajetórias que influenciaram e influenciam no crescimento do estado de Rondônia.

Letícia Batista, Silvana Menezes, Úrsula Malone, Dirceo Chittolina, Raimundo Santos, Saulo Giordane, Rogério Lima, Daísa Fernandes, Gervásio Alves, Lord Brown, Gustavo Mota, José Ferreira e Manoel Castro. É através deles que os habitantes de Rondônia serão representados. Educadores, cuidadores do patrimônio, moradores da cidade, ex-atletas e atletas. Todos eles compartilhando a emoção de fazer parte de algo maior.

– Fazem parte da história de Parto Velho por serem pessoas fortes. Ao longo do trajeto serão implementadas ações culturais onde muitos de vocês ajudaram a criar e juntos vamos criar o melhor e mais seguro evento para mostrar a nossa diversidade – disse Gelca Oliveira, secretária de cultura.

Rafael Claros explica que secretaria indicou 20 nomes, mas não escolheu lista final de condutores (Foto: Emanuele Madeira/GloboEsporte.com)
Rafael Claros explica que secretaria indicou 20 nomes, mas não escolheu lista final de condutores (Foto: Emanuele Madeira/GloboEsporte.com)

A escolha dos nomes foi diretamente submetida a uma avaliação do Comitê Olímpico Brasileiro. A partir de uma lista de 20 nomes, saíram os 13 conhecido na manhã de hoje. O secretário de esportes, Rafael Claros afirmou que a prefeitura tinha o poder apenas de indicar, mas não de escolher quem conduziria a tocha na cidade.

– Aqui eles souberam detalhes técnicos de como carregar a tocha até saber o porquê eles foram escolhidos para o percurso. É preciso deixar claro que a indicação partiu daqui, mas alguns nomes não foram aprovados por critérios que desconhecemos. Esse será um evento importante e histórico para Porto Velho.

A tocha chegará no aeroporto internacional Jorge Teixeira no dia 22 de junho, às 10h e parte para a próxima cidade no dia 23, às 9h. Após sua chegada, Saulo Giordane deve ser o primeiro condutor partindo da Casa de Cultura Ivan Marrocos. Os demais pontos onde serão feitas as passagens do fogo olímpico de condutor para condutor serão na frente de escolas.

Ao todo serão 165 pessoas de Rondônia conduzindo a chama dos jogos que devem acender a pira no Rio de Janeiro no dia 5 de agosto, abertura oficial dos jogos Olímpicos.

Fonte: GloboEsporte/RO

comente

COMPARTILHAR