Aluna de Rondônia vence prêmio internacional durante intercâmbio

0
Laura Viana e Gabriel Henrique, alunos do Ifro que participaram de intercâmbio (Foto: Toni Francis/G1)
Laura Viana e Gabriel Henrique, alunos do Ifro que participaram de intercâmbio (Foto: Toni Francis/G1)
Laura Viana e Gabriel Henrique, alunos do Ifro que participaram de intercâmbio (Foto: Toni Francis/G1)

Uma aluna do 3º ano do curso Técnico de Edificação, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro), ganhou o título de melhor pôster durante uma apresentação no Congresso Internacional de Secretariado e Assessoria (CISA 2016), que foi realizado na cidade de Porto, em Portugal. O evento aconteceu entre os dias 23 e 25 de novembro.

Natural de Nova Mamoré (RO), Laura Viana, de 17 anos, fez uma pesquisa sobre a utilização das mídias sociais por estudantes e acadêmicos da cidade do Porto. Para participar do intercâmbio, a jovem precisou se emancipar.

Em entrevista ao G1, ela contou que foi até Portugal acompanhada de outros dois estudantes e do amigo Gabriel Henrique, de 17 anos, do 3º ano do Curso Técnico em Química, que também mora em Nova Mamoré e precisou se emancipar para poder viajar.

“Apenas estudantes maiores de 18 anos poderiam participar do programa que nos deu acesso ao congresso, por isso me emancipei”, explicou Laura, que se declarou orgulhosa pelo prêmio recebido.

Laura Viana e o amigo Gabriel Henrique fazem parte do grupo de 12 alunos do Ifro que, neste ano, participaram do Programa de Internacionalização de Pesquisa, Ensino e Extensão (Pipeex), que possibilita, a estudantes no nível técnico e superior, o intercâmbio científico e cultural na Universidade Nacional da Colômbia (UNAL), no Instituto Politécnico de Bragança (IPB) e no Instituto Politécnico do Porto (IPP), ambos em Portugal.

O trabalho de Laura teve como título “Mídias sociais como ferramenta para a disseminação de competências”, e foi orientado pelos professores Antônio Santos Júnior e Sheylla Cheiak do Ifro e Anabela Mesquita Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP). A estudante ganhou o prêmio de melhor pôster.

Já o estudante de Química, Gabriel Henrique, não participou de congressos, mas diz que, nos três meses de intercâmbio em Portugal, trabalhou, dentro dos aspectos nutricionais, a determinação de aminoácidos em algas marinhas.

“Como em Rondônia não tem mar, minha pretensão é estudar as propriedades nutricionais de algumas plantas medicinais próprias da Amazônia”, explicou.

Laura Borges, assessora de relações internacionais do Ifro é uma das organizadoras do programa (Foto: Toni Francis/G1)
Laura Borges é uma das organizadoras do programa (Foto: Toni Francis/G1)

Projeto

Segundo Laura Borges, assessora de relações internacionais do Ifro, em três anos o Pipeex já atendeu 52 alunos. Laura explica que o objetivo do programa é proporcionar ações de mobilidade internacional entre estudantes e servidores do Ifro em instituições estrangeiras de educação, nas áreas de ciência e tecnologia, para realização de atividades de pesquisa, ensino e extensão.

Segundo ela, para ter acesso ao programa os alunos do Ifro deve se inscrer através de edital. O objetivo é atender também funcionários do Instituto, mas, segundo Laura Borges, apenas alunos estão sendo atendidos, por enquanto.

“Durante o programa, os alunos fazem relatórios mensais e, no regresso, fazem um plano de trabalho para partilhar o conhecimento com os demais alunos do Ifro”, finalizou Laura.

Fonte: G1/RO

comente

COMPARTILHAR